Quem não faz oração está perdido

  • dia 18 de agosto de 2020

Quem não faz oração está perdido

Os Santos Padres e os grandes mestres da vida espiritual estão todos de acordo em proclamar a eficácia santificadora, verdadeiramente extraordinária, da oração. Sem ela, é impossível chegar à santidade.

Os Santos Padres e os grandes mestres da vida espiritual estão todos de acordo em proclamar a eficácia santificadora, verdadeiramente extraordinária, da oração. Sem oração — sem muita oração — é impossível chegar à santidade.

Os testemunhos que se poderiam apresentar são inúmeros [1]. A título de exemplo, porém, reuniremos aqui apenas alguns.

São Boaventura. — “Se queres sofrer com paciência as adversidades e misérias desta vida, sê homem de oração.

Se queres alcançar virtude e fortaleza para vencer as tentações do inimigo, sê homem de oração.

Se queres mortificar tua vontade própria com todas os seus gostos e apetites, sê homem de oração.

Se queres conhecer as astúcias de Satanás e defender-te de seus enganos, sê homem de oração.

Se queres viver alegremente e caminhar com suavidade pelo caminho da penitência e do trabalho, sê homem de oração.

Se queres afugentar da tua alma as moscas importunas dos vãos pensamentos e cuidados, sê homem de oração.

Se a queres sustentar com a gordura da devoção e trazê-la sempre cheia de bons pensamentos e desejos, sê homem de oração.

Se queres fortalecer e confirmar teu coração no caminho de Deus, sê homem de oração.

Finalmente, se queres desenraizar da tua alma todos os vícios e plantar em seu lugar as virtudes, sê homem de oração: porque nela se recebe a unção e a graça do Espírito Santo, que ensina todas as coisas.

Além disso, se queres subir à altura da contemplação e gozar dos doces abraços do esposo, exercita-te na oração, porque este é o caminho por onde a alma sobe à contemplação e gosto das coisas celestiais.” [2]

São Pedro de Alcântara. — Citando um outro autor, escreve:

Na oração, purifica-se a alma dos pecados, apascenta-se a caridade, certifica-se a fé, fortalece-se a esperança, alegra-se o espírito, derretem-se as entranhas, pacifica-se o coração, descobre-se a verdade, vence-se a tentação, renovam-se os sentidos, repara-se a virtude enfraquecida, despede-se a tibieza, consome-se a ferrugem dos vícios, e saltam as centelhas vivas de desejos do céu, entre as quais arde a chama do divino amor. Grandes são as excelências da oração, grandes são seus privilégios. A ela estão abertos os céus, a ela se descobrem os segredos, e a ela estão sempre atentos os ouvidos de Deus. [3]

Santa Teresa. — Para a grande mestra da vida espiritual, a oração é o tudo! Não há outro exercício no qual insista tanto, em todos os seus escritos, e ao qual conceda tanta importância santificadora como à oração. Parece-nos inútil citar textos: basta abrir ao acaso qualquer um dos seus livros. Segundo ela, a alma que não faz oração está perdida; jamais chegará à santidade. De igual modo pensava São João da Cruz, tão identificado com a insigne reformadora do Carmelo.

São Francisco de Sales. — “Pela oração falamos a Deus e Deus reciprocamente nos fala, aspiramos a Ele e respiramos n’Ele, e Ele nos inspira e respira sobre nós.

Mas de que tratamos nós na oração? Qual é o assunto da nossa conversação? Nela, Teótimo, não se fala senão de Deus; porque de que mais pode falar e se entreter o amor senão do amado? Por isso, a oração e a teologia mística são uma mesma coisa. Chama-se teologia porque, assim como a teologia especulativa tem a Deus por objeto, também a teologia mística não fala senão de Deus, mas com três diferenças:

  1. aquela trata de Deus enquanto Deus, e esta fala de Deus enquanto sumamente amável; isto é, aquela considera a Divindade da Suma Bondade, e esta a Bondade da Divindade;
  2. a especulativa trata de Deus com os homens e entre os homens; a teologia mística fala de Deus, com Deus e em Deus;
  3. a especulativa tende ao conhecimento de Deus, e a mística ao amor, de modo que aquela torna seus alunos sábios, doutos e teólogos; enquanto esta os torna ardentes, afeiçoados e amantes de Deus.” [4]

Os textos poderiam multiplicar-se com abundância, mas não é necessário. Todas as escolas de espiritualidade cristã concordam em proclamar a necessidade absoluta da oração e sua extraordinária eficácia santificadora.

À medida que a alma intensifica a sua vida de oração, aproxima-se mais de Deus, em cuja perfeita união consiste a santidade. A oração é a frágua do amor, onde se acende a caridade e se ilumina e abrasa a alma com suas labaredas, que são luz e vida ao mesmo tempo. Se a santidade é amor, união com Deus, o caminho mais curto e rápido para que a alcancemos é

Acréscimo do Pe. Alexandre Melo

Muitos me perguntam: Padre o que devo rezar no meu dia a dia como um bom católico que devo ser?  Desde já, se precisa tomar consciência, que você precisar ter um momento de oração pela manhã antes de suas atividades e a noite antes de dormir, através de um fiel plano de vida espiritual:

– Horário certo para acordar

Sinal da Cruz.
Pelo sinal da Santa Cruz,. Livrai-nos Deus , Nosso Senhor, dos nossos inimigos. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo Amém_

Invocação ao Espírito Santo(Nunca deixe de invocar o Espírito Santo antes de começar seu dia)

Vinde Espírito Santo, enchei os corações dos Vossos fiéis e acendei neles o Fogo do Vosso amor, enviai o Vosso Espírito e tudo será criado e renovareis a face da terra.

Oremos: Oh Deus, que instruístes os corações dos Vossos fiéis com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas, segundo o mesmo Espírito e gozemos sempre de Sua consolação, por Cristo Senhor Nosso.
Amém

Vinde Espírito Santo, vinde por meio da poderosa intercessão do Imaculado Coração de Maria, Vossa amadíssima esposa. ( 3 vezes)

Oferecimento do dia

Ofereço-Vos, oh meu Deus, em união com o Santíssimo Coração de Jesus, por meio do Coração Imaculado de Maria, as orações, obras, sofrimentos e alegrias deste dia, em repa-ração de nossas ofensas e por todas as intenções pelas quais o mesmo Divino Coração está continuamente intercedendo e sacrificando-se em nossos altares. Ofereço-vos de modo particular, pelas intenções do Santo Padre, o Papa, e pelo aumento e a perseverança das vocações sacerdotais, religiosas e missionárias. (Pai Nosso, Ave Maria, Glória)

Oração do Anjo (Angelus)

O Anjo do Senhor anunciou a Maria.
E Ela concebeu do Espírito Santo.
Ave Maria.

Eis aqui a escrava do Senhor.
Faça-se em mim segundo a Vossa palavra.
Ave Maria.

E o Verbo se fez carne.
E habitou entre nós.
Ave Maria.

Rogai por nós Santa Mãe de Deus.
Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.

Oremos:
Infundi Senhor, como vos pedimos, a Vossa Graça em nossas almas, para que nós, que pela anunciação do Anjo conhecemos a encarnação de Jesus Cristo, Vosso Filho, pela sua Paixão e morte na Cruz, sejamos conduzidos a Glória da Ressurreição. Pelo mesmo Cristo Senhor Nosso. Amém. (3 Glória ao Pai)

Consagração a Nossa Senhora (Pode ser outra)

Oh, minha Senhora, Oh, minha Mãe! Eu me ofereço todo a Vós, e em prova da minha devoção para convosco eu Vos consagro neste dia, os meus olhos, os meus ouvidos, a minha boca, o meu coração e inteiramente todo o meu ser. E porque assim sou Vosso, oh, incomparável Mãe , guardei-me e defendei-me como coisa e propriedade Vossa. Assim seja

 Invocação ao Santo Anjo da guarda

Santo Anjo do Senhor, meu zeloso guardador , se a Ti me confiou a Piedade Divina , sempre me rege , guarda, governa e ilumina. Amém

 Oração pelas almas do Purgatório

Dai-lhes, Senhor, o descanso eterno.
E a luz perpétua as ilumine.
Descansem em paz.
Amém.

Oração pelos agonizantes

Oh clementíssimo Jesus, que amais as almas! Eu Vos suplico, pela agonia do Vosso Sacratíssimo Coração e pelas dores de Vossa Mãe Imaculada, que purifiqueis em Vosso Sangue os pecadores de todo o mundo que estão em agonia e hoje hão de morrer. Amém

Coração agonizante de Jesus
Compadecei-Vos dos moribundos.

Oferecimento de si mesmo

Recebei Senhor, minha liberdade inteira. Recebei minha memória, minha inteligência e toda a minha vontade. Tudo que tenho e possuo, de Vós me veio. Tudo Vos devolvo e entrego sem reservas, para que a vossa vontade tudo governe. Dai-me somente o vosso amor e a vossa graça, e nada mais vos peço, pois já serei bastante rico. Assim seja.

Meditação breve da Palavra de Deus, em especial o evangelho do dia (10min.)

Reza do terço ou durante o dia ou a noite (Não se é um bom católico se não reza o terço todos os dias)

– Antes de Dormir:

Breve Exame de Consciência

Meu Deus, dai-me luz para conhecer os pecados que hoje cometi, as suas causas e os meios de os evitar.

(Momento de exame particular em silêncio)

Deveres para com Deus

Lembrei-me de Deus durante o dia, oferecendo-lhe meus tra­balhos, estudos e sofrimentos? Busquei conhecer a Deus, len­do a Bíblia e estudando o catecismo? Fiquei com vergonha de Deus ou da minha fé, em algum momento? Rezei com pausa e atenção? Em tudo busquei fazer a vontade de Deus? Agi como Jesus agiria?

Deveres para com o próximo

Tratei os outros com dureza ou desprezo? Tive a preocupação de ajudar as pessoas? Faltei com a caridade para com alguém? Perdi a paciência? Falei ou pensei mal de alguém? Rezei por todos, para que se salvem? Falei de Deus para alguém? Fiquei reclamando dos defeitos dos outros? Fiquei com raiva de al­guém? Suportei com paciência os defeitos do próximo? Soube perdoar? Obedeci aos meus pais e superiores? Respeitei as pessoas mais velhas? Fiz algum ato de caridade para com meu próximo? Procurei tornar-lhe a vida mais agradável e feliz?

Deveres para comigo

Me esforcei para fazer a vontade de Deus? Fui preguiçoso? Cumpri todos os meus deveres e tarefas? Esforcei-me por ven­cer os meus defeitos? Pedi a Deus para aumentar em mim todas as virtures? Lutei pela minha própria santificação? Deixei-me levar por sentimentos de orgulho, vaidade, sensualidade? Es­forcei-me por arrancar o meu defeito dominante? Pedi per­dão de minhas faltar ou procurei escondê-las ou justificá-las?

Confesso a Deus Todo-Poderoso e a vós irmãos e irmãs que eu pequei muitas vezes, por pensamentos e palavras, atos e omissões. Por minha culpa, minha tão grande culpa. E peço a Virgem Maria, aos anjos e santos, e a vós irmãos e irmãs, que rogueis por mim a Deus Nosso Senhor.

Deus Todo-Poderoso tenha compaixão de mim, perdoe os meus pecados e me conduza a vida eterna.

Amém.

– Rezar algum Salmo ou o Salmo do dia                         

Comunhão Espiritual

Oh meu Jesus, eu creio que estais presente no Santíssimo Sacramento. Amo-vos sobre todas as coisas e minha alma suspira por Vós. Mas como não posso receber-Vos agora, de maneira Sacramental, vinde ao menos espiritualmente ao meu coração (pausa).

Abraço-me convosco, uno-me a Vós inteiramente. Não permitais que eu me separe de Vós. Oh Jesus, sumo bem e doce amor meu, vulnerai e inflamai o meu coração, a fim de que esteja abrasado em Vosso amor para sempre. Amém.

 

– Pai Nosso / Ave Maria / Santo Anjo

– Agradecimento e louvor a Deus (espontâneo)

 

Fonte: Do Site www.padrepauloricardo.org

PRÓXIMO EVENTO