Existe alguma relação entre o Rotary Club e a maçonaria?

  • dia 9 de junho de 2020

Existe alguma relação entre o Rotary Club e a maçonaria?

A pergunta chegou de uma leitora da Aleteia e nossos especialistas respondem

OPe. Julio de la Veja-Hazas responde à pergunta de uma leitora sobre as supostas conexões entre os maçons e o Rotary Club, confira:
 
Sempre se discutiu sobre o hipotético vínculo entre o Rotary Club e a maçonaria. A leitora pergunta se há “conexões”, mas este termo pode ser um pouco ambíguo, pois basta que haja uma pessoa que pertença às duas instituições para que se possa falar de “conexão”.
 
Certamente, no nascimento do Rotary Club, nos Estados Unidos, havia maçons. E não é de se estranhar, pois uma sociedade bastante seleta com uma finalidade social consistente, em uma filantropia um tanto vaga, foi atrativa para os maçons, que, em tese, pelo menos compartilham este ideal. Sempre houve um número significativo de maçons entre os membros do Rotary, mas o clube não é nem jamais foi maçom.
 
Já se ouviu muito que o Rotary Club foi criado pela maçonaria, para servir-lhe de campo de recrutamento. O primeiro aspecto não é verdade; o segundo (que os maçons o utilizem como um terreno para fazer contatos e conseguir adesões) é, de certa forma, inevitável, mas isso não quer dizer que o Rotary como tal tenha esta finalidade nem que se proponha isso. São as próprias circunstâncias que o propiciam.
 
Para um católico, a pertença ao Rotary Club não apresenta problemas. Basta ler o discurso que João Paulo II dedicou aos integrantes do Rotary Internacional que o visitaram, para perceber isso.
 
E na prática? Funcionam de maneira parecida ou não? Eu diria que depende do lugar, ou seja, de quem dirige o Rotary Club local. Quando este é um maçom, logicamente tenderá a comportar-se como tal. Se não é, provavelmente se comportará de outra maneira.
 
Assim, podemos encontrar, em um extremo, clubes Rotary nos quais o tom é hostil com relação à Igreja; e no outro extremo, clubes que até contribuíram para o financiamento da reforma de templos católicos (o que um maçom dificilmente faria).

 

Acréscimo do Pe. Alexandre Melo

O texto acima responde de uma forma bem sóbria e clara sem extremismos e ao mesmo tempo não deixando de fazer o alerta para nós católicos sobre o cuidado que devemos ter ao recebermos certos convites para nos inserirmos em determinados grupos sociais.  Sempre valerá a busca de se conhecer a mentalidade, os projetos e as finalidades de tais grupos, para se chegar a um discernimento maior se tais grupos, mesmo revestidos de um espaço de convivência saudável e de busca de ajuda ao próximo, se por outro lado se divulga uma certa mentalidade ou filosofias de vida contrárias aos valores do Evangelho.

Na prática já está mais que comprovado que Lions Clube e Rotary Clube se tornaram espaços bem usados por muitos membros maçons e que acabam se utilizando de tais espaços para fisgar mais adeptos para a Maçonaria, sejam jovens ou casais.  Ainda assim, isso não quer dizer que esses grupos foram criados para tais finalidades como o artigo acima explica bem e também não quer dizer que todos os que participam desses grupos se tornarão maçons.

Uma coisa é certa, a Igreja deixa claro que um católico para estar em plena comunhão com a Igreja não poderia jamais fazer parte da Maçonaria.  Ao longo de séculos, a Maçonaria como uma espécie de sociedade filosófica, sempre mostrou na sua filosofia de vida, valores que não combinam com o Cristianismo, principalmente a imagem de Deus que se propaga, valores puramente materialistas, negação clara da pessoa de Jesus como Deus e salvador, ritos secretos, etc.  Um católico sabendo dessa orientação da Igreja sobre a Maçonaria e mesmo assim se decidisse entrar e permanecer em tal sociedade, entraria num processo de excomunhão automática com a Igreja e um estado de pecado mortal.

Fica o alerta ao recebermos convites de qualquer grupo e a regra sempre será buscar antes a orientação da Igreja e o Senso da nossa fé cristã: “Nem tudo o que reluz é ouro.”

 

Fonte: Do Site Aletéia.

PRÓXIMO EVENTO